29 de dezembro de 2016

É PRECISO DIZER ADEUS


Esses dias me peguei revendo fotos antigas - coisas de uns quatro anos atrás - algumas minhas e outras de pessoas que passaram pela minha vida. Eu revivi momentos de imensa alegria, mas também senti o coração apertar ao notar a quantidade absurda de coisas ruins acontecidas. Eu quis me agarrar ao passado em determinados momentos até que me caiu a ficha - era preciso dizer adeus. Por aqui, um bocado de saudade, por lá, talvez apenas lembranças. 

Eles mudaram. Trocaram-se os amigos, mudou-se a forma de pensar, agir, falar. Os gostos já não são os mesmos, os beijos tem outros sabores, os corpos apreciam outros perfumes, os olhos descobrem novos horizontes. E eu também mudei. Troquei as músicas, as roupas, o cabelo, a maquiagem. Esse é o ciclo da vida. Tudo se transforma. E nessa caminhada aprendi que tudo que acontece tem um porquê. Como aquele clichê que diz que nada acontece por acaso.

Se eu não tivesse terminado o meu relacionamento anos atrás, seria possível que hoje eu estivesse infeliz, acorrentando alguém aos meus caprichos, sonhando baixo, com o sorriso falso, tentando a todo custo fazer meu coração acreditar em um amor que nunca existiu, que nunca foi cem por cento reciproco. Fez-se necessário dois corações quebrados para a vida começar a ter sentido. Tiramos um peso das nossas costas, libertamos nosso eu interior para finalmente encontrar a verdadeira felicidade. Eu me encontrei nas palavras e na fotografia, ele no trabalho, em um outro namoro, em outras conquistas. 

ENCERRANDO CICLOS, essa é a expressão certa para representar esse momento.

É difícil deixar para trás tudo o que um dia nos completou. Parece injusto não querer levar consigo aqueles dias de chuva, aqueles sorrisos amarelados de vergonha, aos sonhos escritos quando criança, a escuridão que nos apanhou em momentos inglórios. Mas é preciso dizer adeus. Iniciar um novo clico, deixar de lado as mágoas e carregar em si as belas épocas. No fim entenderemos que cada coisa teve o seu valor e foi importante para construir o nosso novo eu.

Eu? Estou dando adeus a tudo que não deu certo, as lágrimas derramadas por motivos banais, aos abraços perdidos, as amizades tóxicas, ao coração frio, as pessoas que roubaram para si muito de mim e depois me largaram de canto - feito brinquedo velho que já não nos serve mais - aos olhos que não enxergaram o meu amor, a todos que me machucaram mesmo sem perceber, a todas as desculpas que eu dei para não sair do lugar. 

Indico a você que aproveite esse clima de fim de ano para repensar a sua vida em todas as áreas. Que seja possível dizer adeus ao que já não lhe acrescenta mais nada e a tudo que lhe sufoca, lhe diminui, lhe machuca. Desejo a todos um 2017 maravilhoso, cheio de novas alegrias, descobertas, sonhos, sorrisos, gratidão e tudo o que nos transbordar de uma forma boa.
Muito obrigada por ter lido tudo. 
Luz para todos nós e feliz ano novo <3

Um comentário:

© BLOG OXITOCINA. Todos os direitos reservados.
Editado por: VICTÓRIA DANTAS.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo