13 de agosto de 2017

#BEDA13 | minha avó, minha heroína, meu exemplo de vida


Talvez hoje eu tivesse que falar sobre o dia dos pais, é disso que as redes sociais estão lotadas afinal. Mas preciso ser sincera, sobre esse assunto não tenho muito o que falar, prefiro gastar as minhas energias com um assunto que há tempos vem me abrilhantando os olhos: minha avó, dona Rita (mãe de meu pai).

Hoje, assim como todas as vezes em que vamos ao sítio, ela se enfiou entre a plantação de milho para recolher algumas espigas, foi atrás de retirar as abóboras que estavam maduras, regar as plantas e ver como a terra estava. Nem todos as espigas estavam saudáveis, algumas 'nasceram' desdentadas outras só pela metade e mesmo assim ela olhou pro céu e agradeceu, Deus havia abençoado a sua colheita. Ela não vive da agricultura, planta por amor, tem em seu coração algo que ninguém é capaz de explicar, lhe basta apenas uma chuva e a inchada na mão para ter um dia feliz. Outrora já viveu de arar a terra,  passou por momentos muito difíceis, viajou pra cidade grande e não obteve muito sucesso, trabalhou em casa alheia e fez sempre o possível para ter uma vida digna. Minha heroína, meu exemplo de vida! De todos os anos que eu a tenho por perto não me recordo de vê-la reclamando, atitudes assim é que me fazem querer ser melhor todos os dias.

Me pergunto se chegarei na idade dela, 83 anos, e se eu chegar, questiono se terei a força que ela tem. Eu espero que se eu não tiver a força, que eu tenha o amor pela vida, que eu seja grata, que eu faça tudo de coração, que eu tenha o brilho nos olhos que ela carrega. Que eu seja uma avó tão boa quanto ela é. Desejo nunca esquecer das tardes que passávamos juntas, da pipoca feita com carinho, manteiga e amor, do café, dos biscoitos, das conversas.

Peço a Deus que demore mais alguns anos para levá-la daqui, quero ainda ter muitos momentos ao lado de dona Ritinha, quero ainda ter a chance de ajudá-la mais algumas vezes na plantação, ouvi-la dizer que está sempre orando por mim e agradecendo pela neta trabalhadeira que tem. Quero continuar sendo o orgulho dela, vendo o sorriso em seu rosto apenas por estar viva, ainda tenho muito a aprender com minha vó e sei que dos frutos que a terra haverá de dar, estes nos lembrarão que por ali passaram os pés e as mãos de dona Rita.
#BlogEveryDayinAugust2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© BLOG OXITOCINA. Todos os direitos reservados.
Editado por: VICTÓRIA DANTAS.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo